Polícia

Ex estuprada e mantida em cárcere ganha na Justiça indenização de R$ 10 mil

Após ser mantida em cárcere pelo ex-marido e de ser estuprada por ele, uma mulher ganhou na Justiça uma indenização de R$ 10 mil pelas agressões físicas, psicológicas, além do crime de estupro que sofreu, em 2016 na cidade de Corumbá – a 444 quilômetros de Campo Grande. De acordo com os autos do processo, […]

Thatiana Melo Publicado em 30/04/2019, às 10h22 - Atualizado às 10h56

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

Após ser mantida em cárcere pelo ex-marido e de ser estuprada por ele, uma mulher ganhou na Justiça uma indenização de R$ 10 mil pelas agressões físicas, psicológicas, além do crime de estupro que sofreu, em 2016 na cidade de Corumbá – a 444 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com os autos do processo, a vítima estava separada do marido quando foi enganada e levada até uma emboscada por ele, que a chamou para ir até a sua casa. Já na casa, eles discutiram e a mulher foi agredida, estuprada e ameaçada pelo ex-marido, que ainda a amarrou a deixando trancada.

Ele saiu para trabalhar normalmente. A mulher conseguiu se soltar e pedir ajuda a vizinhos. Para tentar abafar os sons de pedidos de socorro da vítima, o autor ainda deixou o som ligado. Horas depois da mulher conseguir ajuda na polícia, o ex-marido dela foi preso.

Em setembro de 2016 ele foi condenado a 11 de prisão em regime fechado. Na época a Justiça teria negado o pedido de indenização. O autor ainda entrou com recurso para recorrer da condenação, mas teve o pedido negado.

Jornal Midiamax