Polícia

Defesa diz que motorista que matou casal no centro não estava correndo e pede liberdade

A defesa do motorista de 27 anos, Saulo Lucas Barbosa, entrou novamente na Justiça com pedido de liberdade do réu que está preso desde o dia do acidente, em junho de 2018, na rua Marechal Cândido Rondon, em Campo Grande. O pedido foi encaminhado pelo novo advogado de Saulo, Caio Magno Couro, onde na sua […]

Thatiana Melo Publicado em 06/06/2019, às 08h46 - Atualizado às 14h41

Foto: Arquivo/Midiamax
Foto: Arquivo/Midiamax - Foto: Arquivo/Midiamax

A defesa do motorista de 27 anos, Saulo Lucas Barbosa, entrou novamente na Justiça com pedido de liberdade do réu que está preso desde o dia do acidente, em junho de 2018, na rua Marechal Cândido Rondon, em Campo Grande.

O pedido foi encaminhado pelo novo advogado de Saulo, Caio Magno Couro, onde na sua petição afirma que não há provas de que seu cliente estava em alta velocidade, e que ele teria entrado na contramão por não ser morador da cidade.

Ainda segundo a defesa, a qualificadora de ‘perigo comum’ deve ser afastada já que Saulo, segundo o advogado, não colocou em perigo outras pessoas, já a rua estava vazia por causa horário. O acidente aconteceu às 5 horas da manhã do dia 15 de junho. De acordo com a denúncia, a qualificadora deve ser afastada “por ser incompatível com o dolo eventual”.

Por fim, a defesa pede que Saulo aguarde em liberdade até que seja marcado outra data para o julgamento.

O julgamento de Saulo Lucas, que havia sido marcado para 7 de dezembro de 2018, foi adiado e sem nova data marcada depois da defesa interpor recurso solicitando a retirada das qualificadoras do homicídio doloso, pelo qual Saulo é acusado. A Justiça manteve as qualificadoras. Já com novo advogado há o pedido novamente da retirada das qualificadoras.

Relembre o acidente

Luiz Vicente e Aparecida da Cruz morreram no dia 15 de junho de 2018, por volta das 5 horas da manhã, quando na contramão Saulo atingiu o carro do casal, na Avenida Marechal Cândido Rondon, em Campo Grande.

Depois de passar por um quebra-molas em alta velocidade, o carro de Saulo bateu no veículo do casal. Com o impacto, os dois carros capotaram. As vítimas morreram no local.

Jornal Midiamax