Polícia

Cliente leva soco e chute de garçom ao questionar couvert em bar de Campo Grande

Uma mulher de 29 anos foi agredida com soco e chute por um garçom após questionar o valor do couvert em um bar localizado no Jardim TV Morena, em Campo Grande. O caso aconteceu na noite da última sexta-feira (20). A vítima registrou boletim de ocorrência no sábado (21) e passou por exame de corpo […]

Dayene Paz Publicado em 23/09/2019, às 17h05 - Atualizado em 24/09/2019, às 08h36

Mulher foi agredida na saída de bar (Foto: Divulgação)
Mulher foi agredida na saída de bar (Foto: Divulgação) - Mulher foi agredida na saída de bar (Foto: Divulgação)

Uma mulher de 29 anos foi agredida com soco e chute por um garçom após questionar o valor do couvert em um bar localizado no Jardim TV Morena, em Campo Grande. O caso aconteceu na noite da última sexta-feira (20). A vítima registrou boletim de ocorrência no sábado (21) e passou por exame de corpo delito nesta segunda-feira (23).

A jovem contou à reportagem do Jornal Midiamaxque não conhecia o estabelecimento e chegou a enviar mensagens para saber informações do local. “Mandei mensagens antes de ir, pedi o cardápio, valores e foi me passado”, contou. “Eu e minha companheira chegamos por volta das 20h30, a garçonete nos atendeu e não tinha comanda na mesa, tudo era anotado lá dentro por eles”.

Ela fala que tomou cerveja e a namorada uma caipirinha. “Comemos algo também, mas nada de extravagante, até porque estávamos ali para conhecer”, disse. “Mais ou menos uma hora e vinte minutos depois, fomos pagar a conta, mas estranhamos o valor da comanda, tínhamos consumido cerca de cinquenta reais e teríamos que pagar mais vinte reais de couvert. Então eu questionei o porquê não passaram antes para a gente o valor”.

Segundo ela, o proprietário teria dito que uma placa no local informava que seria cobrado couvert. “Eu disse para ele que eu não fico olhando as plaquinhas para saber o que eu tenho que pagar. Ele então falou que era lei e eu novamente disse que é lei quando a pessoa sabe e o estabelecimento deixa claro sobre esse pagamento”, continuou.

Após essa discussão, a jovem disse que pagaria apenas aquilo que consumiu. “Foi aí que ele deu a volta no balcão, ficou na nossa frente e começou a gritar. Depois veio três garçons e ficaram em volta de nós duas”, relata. “Falei para ele [garçom] se afastar e empurrei ele, quando minha companheira falou para a gente pagar e ir embora”.

A vítima contou que deixou de propósito uma taça cair no chão e então pagou a conta. “Os garçons foram escoltando a gente para fora de forma bem grosseira. Já estávamos na esquina e eles xingando, quando eu retruquei e xinguei eles de covarde, que não ficaria assim porque eu conhecia os meus direitos”. Foi nesse momento, segundo a jovem, que um dos garçons desferiu um soco no olho dela, que caiu no chão. “Depois chutou minha perna e só parou porque minha companheira segurou ele”, relata.

Os outros garçons teriam ficado olhando a agressão e não reagiram. Ainda, mesmo machucada, os homens ficaram na esquina esperando elas irem embora para voltarem ao estabelecimento. A boca da jovem chegou a sangrar porque estava com pontos, após uma pequena cirurgia.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. A reportagem fez diversas ligações para o telefone disponível na página do estabelecimento no Facebook e também entrou em contato via WhatsApp, mas não teve resposta até a publicação deste material.

Jornal Midiamax