Polícia

Inquérito sobre queda de avião que matou piloto em MS deve durar 30 dias

Piloto pediu socorro 20 minutos após decolar

Thatiana Melo Publicado em 28/02/2018, às 13h12

None

Piloto pediu socorro 20 minutos após decolar

O inquérito sobre a queda do avião, modelo Bonanza U35B, que era pilotado por Danilo César Carromeu Domingues de 46 anos, deve ficar pronto em 30 dias. A queda aconteceu na tarde desta terça-feira (27), em uma zona rural de Brasilândia, a 399 quilômetros de Campo Grande.

O delegado Tiago Passos disse que ainda são necessários os exames periciais e o prazo para o inquérito é de 30 dias, mas por causa, da complexidade pode levar mais tempo para sua conclusão.

O corpo de Danilo foi retirado do local após 10 horas e levado para o IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) da cidade de Três Lagoas, segundo o site JP News.

O avião teria decolado de Presidente Prudente por volta das 8h26 da manhã desta terça (27). Pouco tempo depois, às 8h48, o pecuarista emitiu um sinal de alerta para a Anac, possivelmente para relatar problemas técnicos.

Conforme as informações da FAB, a base de Campo Grande enviou um helicóptero até a localização do avião por conta do sinal transmitido pelo fazendeiro, mas ao chegar na área, a aeronave já havia caído.Inquérito sobre queda de avião que matou piloto em MS deve durar 30 dias

As circunstâncias do acidente, segundo a FAB, devem ser apuradas pelos técnicos do Seripa 4 (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos).

Jornal Midiamax