Polícia

Foragido após homicídio em MS, advogado acaba preso em Sergipe

Tinha recebido R$ 3 mil dólares para cometer o crime

Thatiana Melo Publicado em 26/01/2018, às 13h46

None

Tinha recebido R$ 3 mil dólares para cometer o crime

Um advogado que estava foragido da Justiça após contratar um pistoleiro para assassinar um homem em 1993 acabou sendo preso na cidade de Aracaju, no Sergipe. Ele usava o nome falso de Marcos Gilvan da Silva e tinha comprado a identidade falsa pelo valor de R$ 8 mil.

O crime aconteceu em 1993 e o advogado teria sido contratado pelo valor de R$ 3 mil dólares por um homem para mandar matar o cunhado, que estaria maltratando sua irmã. Em Cuiabá, no Mato Grosso ele encontrou um pistoleiro para executar o crime, em Campo Grande.

Já próximo a residência da vítima, eles acabaram confundindo o alvo com o vizinho o executando com seis tiros. Em 2004, o advogado foi submetido a julgamento e condenado por unanimidade no Tribunal do Júri a 14 anos de reclusão em regime fechado.Foragido após homicídio em MS, advogado acaba preso em Sergipe

Mas, o advogado entrou com uma série de recursos e só em 2016 foi possível determinar sua prisão, mas seu paradeiro era desconhecido. Já nesta semana, o advogado foi preso quando deixava um cartório da cidade de Aracaju após transferir a posse de um apartamento.

Jornal Midiamax