Polícia

Com medo, jovem foge de delegacia ao registrar BO contra o marido

Companheiro seria integrante do PCC

Thatiana Melo Publicado em 06/05/2018, às 14h18 - Atualizado às 16h54

None

Cansada de sofrer agressões do companheiro, uma jovem de 18 anos foi até a delegacia de polícia de Iguatemi, neste domingo, para denunciar a violência doméstica. Mas, durante o registro do crime, a vítima disse que iria beber água e fugiu. O motivo é o medo de ser assassinada pelo marido.

Segundo o depoimento da vítima aos policiais, seu companheiro seria integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e a ameaçou de morte.

De acordo com o boletim de ocorrência, o casal havia discutido e o homem empurrou a jovem contra uma janela de vidro e depois passou a agredi-la. Antes de deixar a casa e fugir, o homem ameaçou matar a jovem. 

Após as agressões, a jovem encontrou um amigo e saiu à procura do autor, que não foi localizado. Os dois decidiram, então, seguir para a delegacia para denunciar o caso. Mas durante o registro da ocorrência, a mulher se arrependeu, com medo de ser morta.

Aos policiais, ela disse que o homem é integrante do PCC e que temia pela própria vida. Foi então que saiu para beber água e ‘fugiu’ da delegacia.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa.

(Foto: Ilustrativa)

Jornal Midiamax