Polícia

Vendedor atropelado por bombeiro em briga de trânsito continua na CTI

Não há previsão de alta 

Clayton Neves Publicado em 09/08/2017, às 18h50

None

Não há previsão de alta 

Segue internado na CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande em estado grave, Joaquim Paulo Martins de Assis, de 45 anos. Na última quinta-feira (3), o consultor de vendas foi atropelado por um militar do Corpo de Bombeiros, depois de desentendimento no trânsito.Vendedor atropelado por bombeiro em briga de trânsito continua na CTI

De acordo com a assessoria de comunicação da Santa Casa, seis dias após o acidente a vítima segue entubada, sob cuidados intensivos e sem previsão de alta.

Caso

​Um acidente de trânsito acabou em confusão e atropelamento na noite desta quinta-feira (3), na Rua Joaquim Murtinho com a Rua Nova Era, em Campo Grande. Um militar do Corpo de Bombeiros teria atropelado um homem durante a confusão.

Por volta das 20 horas desta quinta-feira (3), houve a confusão quando os carros, do militar e da vítima, se envolveram em um acidente. Teria começado a discussão entre os homens, sendo que o outro envolvido teria descido do veículo e desferido um soco no capô do carro do militar.

Momento em que o bombeiro deu ré e atropelou o homem, e um terceiro carro acabou colidindo com o veículo do militar. Ele chamou o socorro para a vítima que foi levada para a Santa Casa de Campo Grande em estado grave.

Segundo o delegado Enilton Zalla houve intenção clara do militar do Corpo de Bombeiros provocar lesão na vítima e o caso foi registrado como lesão corporal dolosa e ameaça.

Jornal Midiamax