Polícia

Técnico de laboratório suspeito de envolvimento em aborto é preso em MS

Ocorreu em Porto Murtinho

Diego Alves Publicado em 09/01/2017, às 23h30

None
aline.png

Ocorreu em Porto Murtinho

O técnico de laboratório Dinilson Rodrigues Nunes, suspeito de participação no aborto feito por Aline dos Reis Franco, de 26 anos, foi preso nesta segunda-feira (09) em Porto Murtinho, cidade a 412 quilômetros de Campo Grande. Aline que estava grávida de dois meses morreu em decorrência do aborto no dia 6 de dezembro. O delegado Rodrigo Nunes Zanata é o responsável pelo caso.

A Justiça já havia expedido um pedido de prisão preventiva contra o técnico.
Aline morreu após passar mal e dar entrada no hospital de Porto Murtinho. Por causa do estado grave de saúde, ela foi encaminhada em vaga zero para Campo Grande, mas morreu ainda na ambulância, em Jardim.

Segundo uma amiga de Aline, a jovem teria tentado fazer um aborto. A mãe disse na delegacia não saber que a filha estaria grávida. Ela também afirmou que recebeu telefonema de uma amiga dela afirmando que a moça teria passado mal e estava morta.

A suspeita é que Aline tenha ingerido Cytotec, comprado por uma amiga, passou mal e foi levada ao hospital, mas omitiu do médico a tentativa de aborto e disse que estava passando mal por causa do calor. O caso foi registrado como morte a esclarecer e segue em investigação.

Jornal Midiamax