Polícia

Suspeito de atropelar sargento em briga de trânsito procura a delegacia

Motorista disse que está à disposição 

Clayton Neves Publicado em 19/12/2017, às 13h45

None

Motorista disse que está à disposição 

O suspeito de atropelar o primeiro sargento do Exército, Everton Vargas, de 40 anos, no último sábado, procurou a polícia na tarde desta segunda-feira (18). Acompanhado de um advogado, ao motorista afirmou que está à disposição da Justiça para prestar esclarecimentos assim que solicitado.

O inquérito ainda não foi remetido à 7ª Delegacia, que deve conduzir as investigações, e por isso, o suspeito ainda não foi convocado oficialmente para prestar depoimento, o que deve acontecer nos próximos dias, assim que o delegado responsável pelo caso tiver acesso ao Boletim de Ocorrência registrado.

O caso

O primeiro sargento do Exército, Everton Vargas, de 40 anos, está internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande. No sábado (16), o militar foi atropelado propositalmente durante uma briga de trânsito. O dele, de 11 anos, também ficou ferido.

Por volta das 17 horas do sábado, a família estava na área de caminhada da Avenida Duque de Caxias, no momento em que foram surpreendidos por um motorista alcoolizado que teria avançado sinal amarelo e atropelado a criança que estava em uma bicicleta. O menino não teve ferimentos graves.Suspeito de atropelar sargento em briga de trânsito procura a delegacia

Após discussão o autor foi embora e a família continuou a caminhada. Minutos depois, pai e filho foram novamente surpreendidos pelo condutor que teria entrado na via pela contramão, invadido a pista e atropelado propositalmente o sargento.

O militar teve trauma na face, tórax, perna, antebraço e cotovelo e não há previsão de alta. Neste domingo (17), ele passou por procedimento cirúrgico de restauração no rosto.

Jornal Midiamax