Polícia

Preso suspeito de participar de espancamento de cabeleiro em praça

Buscas pela motocicleta e demais envolvidos continuam

Midiamax Publicado em 03/02/2017, às 21h54

None
15978698_10154890116037346_1027626535_n.png

Buscas pela motocicleta e demais envolvidos continuam

Um dos suspeitos de ter roubado e espancado o cabeleireiro Caio Lopes, foi preso em flagrante por tráfico de drogas, pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil. Apesar da prisão ter ocorrido no último dia 29 de janeiro, o envolvimento só foi divulgado, nesta sexta-feira (3). O crime ocorreu na Praça Senador Ramez Tebet, no dia 10 de janeiro.

O suposto envolvido foi identificado como José Alexandre Trindade Neto, vulgo "Neto" ou "Netinho".

No dia do crime, ele e comparsa, que ainda não foi preso, teriam abordado o cabeleireiro e o espancado para roubar a carteira e a motocicleta. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para UPA (Unidade de Pronto Atendimento Comunitário) para atendimento médico.

À época, as fotos do rosto desfigurado do rapaz foram divulgadas pela presidente da Associação Três-lagoense de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais, Paula Ribeiro, que informou que a ação foi muito além de um roubo. Para ela, o crime deixou ainda mais evidente um problema recorrente na região, o ataque por parte de um grupo à comunidade LGBT.

Os policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) passaram a investigar e, com auxilio do Serviço Reservado (P2) da PM, receberam informação que um dos envolvidos seria José Alexandre Trindade Neto, preso em flagrante, no último dia 29 de janeiro, por tráfico de drogas, conforme publicação da Rádio Caçula.

Após prisão de Neto, no dia 29, a vítima compareceu na sede do SIG, no dia 30, e o reconheceu como um dos autores das agressões, inclusive que ele teria utilizado a técnica "mata-leão", para segurá-lo. O cabeleireiro também reconheceu a tatuagem que o autor possui no braço.

O suspeito foi ouvido em termo de declaração e negou estar envolvido no crime. Contudo, os policiais continuam as buscas pela motocicleta e demais envolvidos no crime.

Jornal Midiamax