Polícia

Namoradas são agredidas em sala de aula com chutes e cadeiradas por aluna

Vítima diz ser discriminada por causa da orientação sexual

Thatiana Melo Publicado em 20/09/2017, às 10h14

None

Vítima diz ser discriminada por causa da orientação sexual

A orientação sexual de um casal de meninas, de 19 e 24 anos, acabou em agressões na noite desta terça-feira (19), em uma escola estadual do município de Dourados-distante 225 quilômetros de Campo Grande.

Com deboches e ‘piadinhas’ uma aluna de 18 anos agrediu a jovem de 24 anos que seria namorada de outra menina. Ao chegar à escola na noite desta terça (19), a vítima teve de passar pelo constrangimento e pela discriminação de ser apontada no meio da sala como a ‘sapatão’.

Ao ir tirar satisfação da autora sobre o porquê das ‘piadinhas’ a autora teria dito que a escola não era o lugar da vítima e ao ser chamada para ir até a diretoria e resolver esta questão com a diretora teve como resposta, “em quem a diretora vai acreditar em mim ou em sapatão?”.

Momento em que a briga começou e a autora jogou uma cadeira em direção a vítima, sendo que sua namorada entrou na sala no momento e entrou em defesa da jovem. Um professor que entrava na sala tentou separar a briga, mas as meninas continuaram se agredindo em sala de aula.

Já a autora contou que estava em frente à escola quando a vítima chegou achando que estavam fazendo piadas dela pela opção sexual, e na sala de aula houve a confusão com tapas e puxões de cabelo. Segundo a autora as agressões deram início depois de ser chamada de prostituta pela jovem.Namoradas são agredidas em sala de aula com chutes e cadeiradas por aluna

 A polícia foi acionada e as alunas levadas para a delegacia para prestarem esclarecimentos. O caso foi registrado como vias de fato.

Jornal Midiamax