Polícia

Motorista mineiro cai no golpe do ‘falso frete’ e tem caminhão roubado na Capital

Motorista ficou mais de 8 horas no cativeiro

Wendy Tonhati Publicado em 23/07/2017, às 11h23

None

Motorista ficou mais de 8 horas no cativeiro

O chamado golpe do ‘falso frete’ fez mais uma vítima em Mato Grosso do Sul. Dessa vez, um motorista de Uberlândia, Minas Gerais, foi a vítima dos bandidos. De acordo com informações policiais, o motorista foi contratado para buscar uma mudança em Campo Grande e acabou rendido na noite do último sábado (22), e mantido em cativeiro por mais de oito horas.

O motorista, de 52 anos, foi acionado por telefone para fazer o frete. Ele recebeu um endereço para buscar a mudança no Parque do Sabiá, nas proximidades do Parque do Lageado, região sul da Capital. Por volta das 20 horas, recebeu uma ligação dizendo que o filho do contratante iria até o local para mostrar o endereço.

Motorista mineiro cai no golpe do ‘falso frete’ e tem caminhão roubado na Capital

O motorista foi levado para uma casa em construção na mesma região. Dois comparsas chegaram ao local pouco tempo depois. O caminhoneiro teve pés e mãos amarrados e foi amordaçado. Durante o tempo em que ficou em poder dos criminosos, a vítima disse ter ouvido ligações telefônicas e que os bandidos disseram que se ele tivesse R$ 20 mil, poderia ter o caminhão de volta.

Ainda conforme o relato da vítima, um dos criminosos pegou o caminhão e o outro, o carro de passeio e deixaram o local. Ele ficou em poder do terceiro bandido e, em uma das ligações, ele ouviu dizer que o veículo “já estava guardado”. Depois disso, o bandido deixou o local.  Por volta das 4h30, a vítima conseguiu se arrastar para fora do cativeiro e afrouxar a mordaça para gritar por socorro.

Vizinhos ouviram e foram ajuda-lo. A Polícia Militar foi acionada e o caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. A suspeita é que o caminhão – Volkswagen, branco, placa GSV-8496, de Uberlândia, tenha sido levado para a fronteira. O caso deve ser investigado pela Defurv (Delegacia Especializada em Furtos e Roubo de Veículos).

Jornal Midiamax