Polícia

Em júri, cabo da PM diz que não tinha intenção de matar em briga de trânsito

Tentativa de homicídio aconteceu em 2012

Thatiana Melo Publicado em 09/05/2017, às 12h14

None
forum_0_0.jpg

Tentativa de homicídio aconteceu em 2012

Foi a julgamento na manhã desta terça-feira (9), em Campo Grande, um Policial Militar, de 31 anos, pela tentativa de homicídio em fevereiro de 2012, no Jardim Tijuca. Ele efetuou disparos contra um motorista.

O policial efetuou três disparos contra o para-choque e os pneus traseiros do veículo da vítima, de 44 anos, que teria tentado atropelar o cabo depois de uma colisão entre os dois veículos no estacionamento de um supermercado.

Durante o depoimento, o policial disse que estava no estacionamento do mercado quando o motorista teria dado ré e colidido contra sua motocicleta. O cabo esperou que o autor saísse do supermercado para que entrassem em um acordo.

O motorista teria se comprometido a pagar pelos estragos e ao seguir o policial até uma oficina para fazer o serviço, o autor teria se irritado com a demora no trajeto e teria tentado atropelar o policial colidindo contra sua moto novamente, o que fez com que o cabo caísse no chão.

Ao se levantar, o policial se identificou como militar e saco a pistola efetuando os disparos. A Policia Civil foi acionada e o motorista denunciou o cabo da polícia por tentativa de homicídio. Ainda de acordo com o depoimento do policial os tiros efetuados não tinham a intenção de matar o motorista, e sim fazer com que ele Não fugisse do local.

Um inquérito administrativo foi aberto e o policial foi absolvido na esfera militar.

(Editada às 13h para inclusão de informações)

Jornal Midiamax