Polícia

Coordenadora do Gaeco deixa Agepen sem falar com a imprensa

Um cofre foi aberto no local

Thatiana Melo Publicado em 27/01/2017, às 12h56

None
20622edb-0f35-45f5-a8f9-290207e40a04.jpg

Um cofre foi aberto no local

A coordenadora do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), Cristiane Mourão, deixou a sede da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), sem falar com a imprensa, sobre a operação deflagrada nesta sexta-feira (27).

Segundo informações da assessoria de comunicação do MPE (Ministério Público Estadual) mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nos três municípios. Os locais não foram informados, pela assessoria de comunicação. Um cofre na agência foi aberto e documentos retirados do local.

Ainda segundo informações, os dois diretores do presídio de Corumbá distante 444 quilômetros de Campo Grande, do regime fechado e semiaberto estão na Capital a disposição da Justiça.

Na segunda-feira (23), o Gaeco deflagrou a Operação Xadrez no presídio de Corumbá, onde dois diretores um do regime fechado e outro do semiaberto foram presos, além da condução do vereador Youssej Mohamed El Sala (PDT), para prestar depoimento.

A operação investigava a ‘facilitação da vida’ de presos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) permitindo a entrada de drogas nas unidades. Em troca recebiam dinheiro da facção.

Com foco no sistema prisional, foram cumpridos mandados dentro e fora do presídio de Corumbá. Ao todo foram 12 buscas e apreensões, nove mandados de prisão e uma condução coercitiva.

Jornal Midiamax