Polícia

Após matar a ex a pauladas e ligar para a PM confessando, rapaz é preso

Detido após quase dois meses

Renata Portela Publicado em 09/05/2017, às 11h33

None
policia-pauladas_1.jpg

Detido após quase dois meses

Na manhã desta terça-feira (9), Vanderlei Antônio dos Reis, de 26 anos, foi preso em Mundo Novo, cidade distante 462 quilômetros de Campo Grande, de divisa com o Paraná. Ele é acusado pela polícia de matar a ex-mulher a pauladas, crime ocorrido no dia 12 de março, em Iporã (PR).

Polícia Militar de Mundo Novo prendeu nesta manhã o agricultor, em uma residência no Bairro Copagril, em Mundo Novo. Ele foi detido quase dois meses após o crime, que chegou a confessar para a polícia e ainda disse que se apresentaria, mas acabou fugindo para Mato Grosso do Sul.

Entenda o caso

Vanderlei fugiu após assassinar a ex mulher e confessar o crime para a Polícia Militar. Conforme notícias de sites locais, ele teria assassinado Gisele Aparecida Soares na noite do dia 12 de março no aviário de uma propriedade rural em Iporã.

Após o crime, Vanderlei ligou para a Polícia Militar e deu detalhes sobre o ocorrido, além de dizer que se apresentaria. Ele contou que flagrou a ex conversando com outra pessoa no celular. Segundo ele, o casal discutiu e Gisele o teria ferido com um soco, arremessando ainda o celular contra o rapaz.

Reis contou à polícia que estava com um pedaço de eucalipto na mão, que usou para dar golpes na cabeça da vítima. Segundo a polícia, Gisele teve a cabeça esmagada e morreu no local. Após o feminicídio, o agricultor queimou o pedaço de madeira em um forno do aviário, pegou os filhos do casal, duas crianças de 5 e 7 anos, e fugiu.

Uma prima do suspeito também recebeu ligação dele e foi informada sobre o crime, além da localização das crianças. O caso de feminicídio foi registrado pela polícia e agora Vanderlei deve responder ao processo preso. 

Jornal Midiamax