Polícia

Apae e PM alertam sobre golpistas que estariam usando o nome dos órgãos em MS

Suspeitos arrecadam dinheiro por meio de rifas

Midiamax Publicado em 03/05/2017, às 20h48

None
666.jpg

Suspeitos arrecadam dinheiro por meio de rifas

​A Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Três Lagoas e o Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar ) de Ponta Porã, municípios a 338 e 346 km de Campo Grande, respectivamente, alertam a população e comerciante sobre a ação de golpistas. Os suspeitos estariam arrecadando fundos com a venda de rifas e bingos, em nome das instituições.

O presidente da Apae Luiz Fausto Rodrigues fez um alerta, nesta quarta-feira (3), sobre a ação dos suspeitos. O indivíduo estaria percorrendo o comércio local arrecadando fundos em nome da entidade, mesmo sem autorização ou fazer parte do quadro de funcionários.

Já o comando do 4º BPM, tenente-coronel Waldomiro Centurião, informou nesta tarde que está proibido qualquer tipo de comercialização de rifas e bingos que estejam vinculados ao nome da Policial Militar.

Centurião ressalta que a denúncia deve ser imediata por meio do 190.

Jornal Midiamax