Polícia

Suspeito entrega esquema de tráfico na Nhanhá mas não revela nome do ‘chefe’

Recebia pagamento em droga

Renata Portela Publicado em 16/11/2016, às 10h16

None
droga-pasta_base-gw1_0.jpg

Recebia pagamento em droga

Anselmo da Silva Chamos, de 18 anos, foi preso na noite de terça-feira (15) por tráfico de drogas na Vila Nhanhá, em Campo Grande. Ele comercializava o entorpecente, mas revelou que fazia isso a mando de outro traficante.

Segundo informações do boletim de ocorrência, investigador do SIG (Setor de Investigações Gerais) há algum tempo monitorava o tráfico na Nhanhá e na terça-feira recebeu informação de muita movimentação de venda de droga na Rua Eduardo Perez, esquina com a Travessa da Passagem. Com equipe de policiais, o investigador foi ao local.

Quatro pessoas que estavam em atitude suspeita no local foram abordadas e, em buscas no terreno baldio que fica no endereço, várias porções de pasta base de cocaína foram encontradas. De acordo com a polícia, as porções estavam em um buraco, tampado com vegetação. Um dos suspeitos estava com R$ 59, mas disse que tinha ganhado o dinheiro da avó.

Anselmo confirmou a propriedade do entorpecente, mas disse que apenas vendia. Em depoimento, o jovem afirmou que não iria dizer de quem recebia a droga. Ele apenas contou que já havia vendido mais de R$ 1 mil e que de tempos em tempos o traficante ia até o local para pegar o dinheiro. Além disso, também entregou que vendia cada pedra por R$ 50 e que recebia uma caixa de droga a cada R$ 500 vendidos para fazer o que quisesse, consumir ou vender.

Preso, o jovem foi levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga e indiciado por tráfico de drogas. Na delegacia, ele revelou que o dinheiro encontrado com o amigo pertencia a ele e que teria pedido para o rapaz segurar ao ver os policiais.

Jornal Midiamax