Polícia

Produtor rural é multado em mais de R$ 100 mil por desmatamento

Ele também explorava madeira protegida ambientalmente

Midiamax Publicado em 03/08/2016, às 21h45

None
img-20160803-wa0008.jpg

Ele também explorava madeira protegida ambientalmente

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Coxim autuou um proprietário rural em R$ 100 mil e 300 reais. A multa incidiu nas práticas de desmatamento, exploração de madeira irregular, degradação de APP (Área de Preservação Permanente) e incêndio ilegal. O proprietário tem 25 anos e vive em Campo Grande.

A propriedade localizada pelos policiais fica próxima ao Jauru, na região de Coxim, com desmatamento em seis áreas diferentes da propriedade. Com o auxílio de GPS, a prática ilegal na área totalizou 70 hectares. Dentre as áreas degradadas havia um acampamento com destruição 0,7 hectare em APP, com degradação de de matas ciliares e de curso d’água.

A madeira explorada no local é da espécie Aroeira e 68 mourões da árvore foram apreendidos. A PMA também apreendeu 269 mourões de angico, em um total de 15,3 m³. A madeira encontrava-se escondidas em área de vegetação. Árvores de cerca de 70 centímetros também foram incendiadas.

Apesar do proprietário ter apresentado a “Declaração Eletrônica do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) para limpeza de pastagem”, a licença só permite a derrubada de arbustos com circunferência abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito (CAP), que é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação).

A maior parte das árvores derrubadas atingia 70, 80 e mais de 90 centímetros de diâmetro, o que caracteriza o desmatamento. As atividades foram interditadas, e o proprietário também responderá por três crimes ambientais. Caso seja condenado, ele poderá receber pena de três a seis meses de detenção pelo desmatamento; de um a dois de reclusão pela exploração da madeira com pena agravada em razão do corte da madeira protegida da espécie aroeira e de um a três anos de detenção pela exploração degradação de matas ciliares.   

Jornal Midiamax