Polícia

Militante LGBT é agredido ao sair de festa universitária

Fotos foram publicadas no Facebook

Midiamax Publicado em 17/09/2016, às 15h41

None
agressao_homofobia.jpg

Fotos foram publicadas no Facebook

O acadêmico de letras e militante LGBT Davi Masther foi agredido por três pessoas na madrugada deste sábado (17), próximo ao Campus da UFMS (Universidade Federal de Mato GRosso do Sul), de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande. A informação foi publicada no perfil de um amigo da vítima.

Conforme a publicação no Facebook, a agressão foi descoberta, depois que Davi se atrasou para chegar ao encontro do amigo. "Eu e o Davi tinhamos combinado – o que sempre combinamos – de ir comer Pastelão de madrugada. 1h da manhã ele ia sair de uma festa Universitária a pé pra ir me encontrar no local combinado: Davi Masther nem chegou no local combinado (sic)", escreveu.

O amigo relata que ligou três vezes e somente na quarta Davi atendeu dizendo que havia sido agredido por três pessoas atrás da UFMS. "o avistei caído embaixo de uma árvore desacordado. Chamei ele algumas vezes e ele não respondia. Depois de alguns minutos ele acordou, começou a gemer de dor e a babar. (sic)", diz a publicação.

Ainda de acordo com o jovem, Davi havia feito um post reclamando de preconceito e uma hora depois foi agredido. "Coincidência? Não!
Claro que não foi Homofobia: "Homofobia não existe". "É frescura!" É falta de ~r**a~! "É viado querendo atenção". Onde é que vamos parar? (sic)", finalizou a publicação.

A postagem já atinge centenas de compartilhamentos e reações de raiva e tristeza, de amigos e demais internautas.

Jornal Midiamax