Polícia

Mãe é denunciada por obrigar crianças de 2, 5 e 7 anos a limparem casa três vezes ao dia

O caso foi registrado como maus-tratos e lesão corporal

Midiamax Publicado em 24/06/2016, às 10h14

None
capa_criancas.jpg

O caso foi registrado como maus-tratos e lesão corporal

Através de denúncias, o Conselho Tutelar descobriu nesta quinta-feira (23) a situação de três irmãos que eram obrigados pela mãe, de 25 anos, a cuidar da casa onde moravam no Conjunto Habitacional Estrela D'alva. As crianças de 7, 5 e 2 anos limpavam a residência três vezes ao dia, lavavam a louça, o banheiro, cozinhavam e ainda eram submetidos a castigos, como ficar expostas ao frio apenas de roupas íntimas, ou no 'cantinho da barata'.

Cansados de presenciar os abusos as crianças, vizinhos gravaram os irmãos realizando serviços domésticos e denunciaram o caso. Em um dos vídeos, a menina de 7 anos e o menino de 5 anos aparecem torcendo panos de chão durante a noite. Ainda é possível perceber que a menina tenta ensinar o irmão a fazer o trabalho.

Em visita ao local, as conselheiras encontraram as crianças com marcas e cicatrizes no corpo causadas pelo uso de produtos de limpeza e também pelas agressões da mãe, que trabalha uma vez por semana como diarista.

A menina contou que precisava cuidar da limpeza da casa três vezes por dia e também era responsável por cuidar dos irmãos e da higiene do mais novo. Ela ainda lembrou que, caso desobedecem a mãe, eram xingados e agredidos e muitas vezes colocados de castigo no 'cantinho da barata', uma parte do quintal que ficava perto do escape do esgoto. As crianças ainda relataram que foram deixadas apenas de calcinha ou cueca no frio como forma de punição.

A família foi levada pelas conselheiras para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), onde todos foram ouvidos. Já na delegacia a diarista afirmou que não fazia nada de errado, que foi criada da mesma maneira e por isso não achava errado expor os filhos a riscos na limpeza da casa, ou a castigos exagerados.

O caso foi registrados como maus-tratos e lesão corporal, já que a menina apresentava uma marca nas costas em virtude as agressões da mãe. Segundo o Conselho Tutelar, a família foi liberada e voltou para casa, já que a diarista foi advertida formalmente e se redimiu. Agora, a família será acompanhada pelo Serviço Social e se novas agressões forem constatadas, a mulher perde a guarda das crianças.

Confira um vídeo feito por vizinho da família:

Jornal Midiamax