Polícia

Mãe afirma que filho ficou traumatizado depois de ter arma apontada para cabeça

Mulher teria ido visitar amiga

Thatiana Melo Publicado em 03/08/2016, às 11h12

None
3.jpg

Mulher teria ido visitar amiga

A técnica de enfermagem, de 34 anos, mãe da criança, de 6 anos, que teve uma arma apontada para a cabeça durante um assalto na tarde desta terça-feira (2), em Campo Grande disse que o filho ficou traumatizado.

A mulher falou a equipe de Jornal Midiamax, que tinha ido visitar uma amiga, no Bairro Buriti quando aconteceu o assalto. Ela conta que tinha estacionado o veículo em frente à residência da amiga, por volta das 15 horas quando foi abordada por uma dupla armada que estava a pé.

No veículo estava o filho, de 6 anos e uma irmã, de 25 anos. Os bandidos apontaram o revólver para a cabeça da criança e exigiram que fossem entregues celulares e as chaves do carro. “Não pensei em momento nenhum reagir, só pensava na segurança do meu filho”, afirma a técnica de enfermagem.

Ainda de acordo com a mulher, os bandidos também apontaram a arma para a irmã e a amiga que estava em frente à residência. “Meu filho está muito abalado”, conta. A vítima ainda diz que a rua estava movimentada na hora do assalto, mas da graças a Deus de ninguém reagir para o pior não acontecer.

Dois celulares foram roubados, medicamentos do filhos, além do carro da vítima que foi recuperado horas depois “Fiquei com muito medo, só pensava em proteger meu filho”, finaliza. 

Jornal Midiamax