Polícia

Jantar em família vira caso de polícia após restaurante servir carne estragada

Espetinhos estavam com o prazo de validade vencido

Thatiana Melo Publicado em 23/08/2016, às 14h39

None
espetinho.jpg

Espetinhos estavam com o prazo de validade vencido

O que era para ser um jantar tranquilo em família acabou virando caso de polícia na noite desta segunda-feira (22), em Campo Grande, depois que um restaurante na região central da cidade foi acusado de vender carne estragada.

De acordo com a vítima, de 42 anos, ao ir ao estabelecimento para jantar com a família percebeu que a carne de espetinhos, que estavam comendo tinha um sabor estranho.

A vítima, segundo relatou à polícia, no primeiro momento não questionou o estabelecimento, mas quando a filha foi comprar um sorvete percebeu que em um freezer ao lado tinha vários pacotes de espetinhos guardados.

O cliente, então, abriu o freezer e, segundo afirmou, percebeu que a carne estava com o prazo de validade vencido. Ao ir até a cozinha do estabelecimento encontrou outros pacotes de espetinho também com o prazo de validade vencidos.

A vítima procurou a delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra a proprietária do estabelecimento, por vender ou expor mercadorias impróprias para o consumo. 

Jornal Midiamax