Polícia

Ex-colega de agente penitenciário assassinado em presídio é ameaçado

Ele sofria ameaças na Casa do Albergado

Renata Portela Publicado em 22/11/2016, às 12h20

None
depac_centro_-_cleber_gellio_11_6.jpg

Ele sofria ameaças na Casa do Albergado

Na manhã desta terça-feira (22), agente penitenciário procurou a Polícia Civil para relatar que foi vítima de ameaça e roubo ao sair do serviço na segunda-feira. Ele estava na estrada da Gameleira quando foi ameaçado por dois homens em uma motocicleta.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima é agente penitenciário e, ao sair do expediente, sofreu ameaças. Segundo o agente, ele saía do serviço de carro quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta vermelha, que entraram no veículo da vítima.

O agente foi obrigado a descer e ficar de cabeça baixa enquanto os suspeitos vasculhavam o veículo. A dupla demonstrou conhecer a vítima e disse “Você lembra da Casa do Albergado, não esquece o que aconteceu na Casa do Albergado”. A dupla fugiu em seguida levando R$ 200 da vítima.

Segundo o agente, ele trabalhava no Presídio Semiaberto e sofria muitas ameaças. Um dia após ser removido do presídio, o colega de serviço da vítima foi assassinado.

O caso foi registrado como ameaça e roubo majorado pelo concurso de pessoas na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Homicídio

Dois agentes estavam de plantão na Casa do Albergado, em fevereiro de 2015, quando um motociclista entrou no local e atirou contra o agente Carlos Augusto Queiroz de Mendonça de 45 anos.

Um dia depois do crime, um integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) teria sido preso acusado de cometer o homicídio, mas não teve identificação revelada.

Jornal Midiamax