Polícia

Em 2 meses, polícia aplica R$ 207,6 mil em multas por crimes ambientais no Pantanal de MS

22 foram autuados

Midiamax Publicado em 03/09/2016, às 13h08

None
unnamed_290.jpg

22 foram autuados

Em dois meses, os Autos de Infração aplicados pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, geraram multas no valor total de R$ 207.655,70. A 2ª Companhia de Polícia Militar Ambiental efetuou um balanço de julho e agosto e, além das multas, a soma resultou em 22 infratores autuados por diversas irregularidades.

Conforme o balanço, foram apreendidos 3.395 tambores de 200 litros, de substâncias perigosas (lama asfáltica), três motosserras, dois veículos, 10.000 litros de combustíveis, 950 iscas vivas, 40 Kg de pescado, 10.200 latas de tintas, um adolescente foi autuado e um filhote de cachorro foi apreendido por maus-tratos. 

Ja nesta sexta-feira (2), um infrator de 32 anos foi autuado por matar e esquartejar um cachorro.

Com relação aos crimes contra a flora, houve autuação por desmatamento de 0,5 ha (meio hectare), autuações por corte de árvores e por transporte ilegal de produtos florestais-lenhas, e autuação com apreensão de 406 estacas de madeiras, equivalente a 7 m³. Em atividades irregulares em perímetro urbano foram autuadas três pessoas que funcionavam lava-jato sem Autorização Ambiental e dois foram autuados por incêndio em terreno baldio.

O Comando da Polícia Militar Ambiental de Corumbá ressalta que as fiscalizações continuam com intensidade, no intuito de prevenir os crimes ambientais e reprimir àquelas pessoas que insistirem no desrespeito à lei.

Desde o início de agosto, a 2ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Corumbá é comandada pelo 1º Tenente Diego da Silva Ferreira Rosa. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado nº 9.234, de 23 de agosto do ano vigente.

Jornal Midiamax