Polícia

Corpo de homem encontrado em clube do laço é de ex-presidiário com longa ficha criminal

Auxiliar de serviços gerais já foi preso duas vezes

Midiamax Publicado em 21/01/2016, às 19h17

None
sirene.jpg

Auxiliar de serviços gerais já foi preso duas vezes

O corpo encontrado no Clube do Laço de Amambaí, cidade a 355 quilômetros de Campo Grande, no último domingo (17) foi identificado. Trata-se do auxiliar de serviços gerais Edson Colman, de 31 anos. Ele tem uma extensa ficha criminal e, segundo depoimento, poderia estar jurado de morte.

O corpo foi encontrado a 40 metros da sede do clube, próximo a um corredor, na área das churrasqueiras. Edson estava de bruços com as roupas todas sujas de barro e um ferimento na boca.

O homem já foi preso duas vezes de 2006 a 2011, quando foram registradas passagens por desacato, roubo, furto, vias de fato e violação de domicílio. A mulher dele comentou em depoimento a polícia que ele poderia estar jurado de morte devido a problemas antigos.

O caso será investigado pela delegacia de polícia da cidade como morte violenta a esclarecer. Os policiais vão investigar quem matou e como ele foi morto.

Jornal Midiamax