Polícia

Comprador entrega e casal que vendia droga no Carandá Bosque é preso

Foram presos em casa

Renata Portela Publicado em 28/10/2016, às 13h06

None
fachada_policia_civil_derf_minamar_junior_1_-_copia-640x425.jpg

Foram presos em casa

Na quinta-feira (27), Débora Natália Mendes de Souza, de 26 anos, e Reginaldo Dantas Guerra, de 53 anos, foram presos em flagrante por tráfico de drogas em uma casa no Carandá Bosque, na Rua Caixeta. Um suposto comprador, Clefeson Souza Pires, também, acabou detido por ter contra ele um mandado de prisão em aberto.

Segundo informações da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), equipe que atuava em operação para desarticular quadrilhas especializadas em furtos a residências abordou Clefeson na Rua Caxieta. O homem estava dentro de um veículo e foi constatado pelas placas do carro que ele era furtado.

Clefeson disse aos policiais que o veículo dele tinha sido roubado, mas recuperado, e que estava ali para cobrar uma dívida dos proprietários da casa em que estava estacionado na frente. Os policiais estranharam a versão que o suspeito apresentou e foram checar a residência, quando viram Reginaldo tentando pular o muro dos fundos levando com ele 10 tabletes de maconha.

Ele foi alcançado e a esposa Débora confessou que foi até Dourados, onde buscou o entorpecente e trouxe até a Capital de ônibus. O casal foi preso em flagrante e na residência foi apreendida uma balança de precisão, além da droga. A dupla revelou que revenderia por R$ 600 o tablete, com lucro de 100% e a polícia acredita que eles trouxeram muito mais tabletes além dos apreendidos.

Jornal Midiamax