Polícia

Bandidos aproveitam ‘caçada’ por Pokémons e seis pessoas são roubadas

Jovens devem redobrar atenção ao jogar

Wendy Tonhati Publicado em 06/08/2016, às 11h06

None
pokeum.jpg

Jovens devem redobrar atenção ao jogar

A febre em caçar Pokémon está causando uma epidemia de roubos de celulares, nas ruas de Campo Grande. Somente entre a noite da sexta-feira (5) e a madrugada do sábado (6), foram registrados seis boletins de ocorrência em que os bandidos aproveitaram da distração dos jogadores para cometer o assalto.

Os casos ocorreram na região sul da Capital. De acordo com o delegado da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, Cleverson Alves dos Santos, as vítimas preferenciais são as mulheres e os adolescentes. 

Os assaltantes estavam em bicicletas no momento em que abordaram às vítimas. Segundo o delegado, a orientação é evitar locais ermos, não ficar sozinho, pois os ladrões se aproveitam do descuido. 

Outro caso

A noite de 'caça' por Pokémons em uma avenida da Capital não terminou muito bem para dois adolescentes de 15 anos e um de 11 anos. Os três jogavam Pokémon Go por volta das 20h30 de quinta-feira (4) na Avenida Eduardo Elias Zahran quando foram surpreendidos por três assaltantes que roubaram os celulares dos garotos.

Os três assaltantes, um identificado como Gabriel Salina, de 19 anos, e dois adolescentes, de 15 e 16 anos foram localizados ainda na mesma noite, no Jardim Monumento. Eles foram atropelados por moradores que os flagraram roubando uma bicicleta. Dos três celulares roubados apenas um foi recuperado.

Jornal Midiamax