Polícia

Aposentada encontra corpo com rosto desfigurado no quintal de casa

 Corpo estava em forma de cruz  

Thatiana Melo Publicado em 13/03/2016, às 13h58

None
040f516e-c6a9-4cd7-9384-4a0ff8f06db9.jpg

 Corpo estava em forma de cruz

Por volta das 9 horas da manhã deste domingo (13), a aposentada Cleuza Leonel dos Santos, de 45 anos encontrou o corpo de um homem com o rosto desfigurado, nos fundos de sua residência, no Bairro Parque do Sol, na região sul de Campo Grande.

A aposentada afirmou que ao abrir a porta da cozinha nesta manhã se deparou com o corpo do homem coberto por telhas, “Quando abri a porta encontrei o defunto coberto por telhas. Levei um susto e corri para chamar a vizinha e depois ligamos para a polícia”, explica.

Cleuza ainda diz que durante a madrugada ouviu barulhos estranhos vindo do quintal da residência, “Meu cachorrinho não parava de latir, mas achei que era a gurizada na rua fazendo bagunça. Ainda bem que não abri a porta”, fala.

O 10º batalhão de polícia foi acionado e ao chegar ao local encontrou o corpo estirado em forma de cruz no quintal. De acordo com o sargento Santos, o homem foi espancado até a morte e deixado no quintal da aposentada. “O corpo ficou em forma de cruz por que foi arrastado por aproximadamente 80 metros de onde ocorreu o espancamento”, diz.

A vítima, que ainda não foi identificada, foi espancada até a morte na Rua Evelina Figueiredo Selingardi com a Rua Valdivino Guimarães e depois arrastada para a residência da aposentada.

Policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Piratininga estão no local.

Jornal Midiamax