Polícia

Amigo de família é procurado pela polícia depois de estuprar menina de 9 anos

Abusos começaram em 2014

Thatiana Melo Publicado em 21/09/2016, às 14h25

None
depca-mj_3.jpg

Abusos começaram em 2014

Depois de três anos de abusos cometidos pelo amigo da família, de 44 anos, uma menina, de 9 anos confessou a família que era estuprada pelo homem, que já tem várias passagens pela polícia por aliciamento de crianças e estupro.

A prima da menina que não quis se identificar contou ao Jornal Midiamax, que no sábado (17) por volta das 22 horas o suspeito teria entrado no quarto da menina e em seguida saindo aos berros afirmando ter flagrado o padrasto da criança abusando dela.

Ainda de acordo com a mulher, o padrasto teria ido até o quarto para fazer o irmão da menina dormir, que teria acordado chorando. A criança negou que o padrasto estaria abusando dela, mas diante da insistência do suspeito ela teria ‘confessado’, o que fez com que a família fosse até a Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) registrar um boletim de ocorrência.

Na delegacia a menina confirmou os abusos, sendo ouvida por uma psicóloga e passando por exames de corpo de delito. Já no domingo (18) na casa da prima, a menina afirmou que não era o padrasto que abusava dela e sim o amigo da família.

“Ela disse que ele tirava a roupa dela e esfregava o pênis no corpo dela”, fala à mulher que explicou que a menina não falou nada antes porque era ameaçada pelo homem. “O irmão dela de 14 anos, já tinha visto o homem abusar dela, mas ao contar para a mãe, a menina negou”, explica. Os abusos começaram em 2014, quando a menina tinha 7 anos de idade.

O caso foi encaminhado para a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), que agora tenta encontrar o homem, que já tem passagens por estupro, inclusive por abusar de várias crianças no bairro onde mora.

Jornal Midiamax