Polícia

Adolescentes que mataram homem em encontro sexual são levados para Uneis

13, 14 e 17 anos

Diego Alves Publicado em 22/11/2016, às 01h05

None
parece.jpeg

13, 14 e 17 anos

Os adolescentes de 13, 14 e 17 anos, que confessaram terem matado Edvaldo Miott, 30, na tarde do último dia 12 em Itaquiraí, cidade a 399 quilômetros de Campo Grande, serão transferidos para as Uneis (Unidades Educacionais de Internação) de Ponta Porã e Campo Grande. Os três estavam apreendidos na delegacia da cidade.

O homicídio aconteceu em uma casa no assentamento Sul Bonito e, o corpo da vítima foi encontrado na manhã de domingo por volta das 6h30, quando a Polícia Militar foi acionada. O corpo de Edvaldo foi encontrado no chão da cozinha da casa.

De acordo com o delegado Claudineis Galinari, da Polícia Civil de Naviraí, Edvaldo era homossexual assumido e estaria mantendo um relacionamento com um dos adolescentes. Eles marcaram um encontro pelo Facebook, com a finalidade de manter relações sexuais, e o jovem disse que levaria dois amigos para o sítio.

“Os adolescentes não foram com intenção de roubar, eles foram para se encontrarem com a vítima”, disse o delegado. Os quatro teriam mantido relações sexuais, mas em determinado momento houve uma discussão. Conforme o relato dos adolescentes, Edvaldo queria continuar com as relações, mas eles não queriam. Um dos jovens empurrou a vítima, que caiu no chão e bateu a cabeça, ficando desacordada.

Os outros dois amigos acabaram entrando na briga e mataram o homem a pauladas. Os três fugiram no carro de Edvaldo e segundo o delegado Galinari, levaram o celular para tentarem acobertar o crime, já que mantiveram conversas com a vítima pelo Facebook. Eles foram identificados e encontrados horas depois do crime, quando foram apreendidos em flagrante. Na delegacia os adolescentes confessaram o crime e responderão pelo homicídio.

Jornal Midiamax