Polícia

Suspeito de espancar apresentador de TV foi ouvido pela polícia e liberado

Ex-genro de Benê Cantelli responderá pela agressão

Renata Portela Publicado em 05/11/2015, às 13h52

None
agressao-640x853.jpg

Ex-genro de Benê Cantelli responderá pela agressão

Marcelo Vianna Andreatta, de 36 anos, detido por agredir o professor e apresentador Benê Cantelli em Dourados, cidade a 225 quilômetros da Capital, não foi preso. Ele é ex-genro de Benê e teria invadido a casa do apresentador na tarde de quarta-feira (4) e o agredido a chutes.

De acordo com o delegado Adilson Stiguivitis, titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados, Marcelo foi ouvido pelo delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), Humberto Peres. O caso será encaminhado ao cartório central, para depois ser distribuído na delegacia competente.

Ainda segundo o delegado Adilson, a informação é de que Marcelo foi ouvido e liberado, e não foi preso em flagrante, conforme noticiado anteriormente. O ex-genro de Benê foi encontrado pela polícia em um bar, no centro de Dourados, e levado para a delegacia.

A vítima estava desmaiada quando foi internada, em estado grave, no Hospital da Cassems. O ex-genro, conforme amigos da família, cometeu o crime porque o professor seria “o pivô da separação”. Benê, que apresenta há aproximadamente 6 meses o programa “Dourados em Revista”, na TV Grann Dourados, mora sozinho e, no momento do incidente, estava apenas com a empregada.

O ex-genro, suspeito do crime, já teria feito ameaças anteriores ao professor. Em junho deste ano, ele ameaçou a ex-mulher, filha do professor, e ele de morte.

Jornal Midiamax