Polícia

Suspeito de dar golpe em transportadora negocia produtos para fugir da polícia

A condição para isso é que a queixa em seu nome seja retirada

Midiamax Publicado em 02/11/2015, às 22h36

None
policia_civil.jpg

A condição para isso é que a queixa em seu nome seja retirada

O funcionário de uma transportadora que, junto com um jovem de 20 anos desviou produtos e deu um prejuízo de R$ 25 mil para a empresa, tenta negociar a devolução de parte da mercadoria furtada. A condição para isso, segundo a vítima do golpe, é que a queixa em nome do autor seja retirada.

O crime foi denunciado pelo proprietário da empresa na noite de sexta-feira (30). Segundo o boletim de ocorrência, após descobrir o furto, a vítima acionou a Polícia Militar e foi até a residência do jovem de 20 anos, localizada na Rua Jose Borges Nascimento, no Bairro Rouxinóis.

No local o rapaz que estava no seu primeiro dia de trabalho como entregador da empresa confessou o crime e afirmou que ‘trabalhava’ com outro funcionário, identificado por ele como Maurício Ribas Dutra Júnior, de 38 anos. Na casa do jovem os policias encontraram quatro celulares, sendo um da marca Apple e três da Motorola, dois tênis, e três peças de roupas.

Os militares chegaram a ir até a casa de Maurício, mas nem ele, nem os objetos foram achados. Deste então, o homem segue foragido. Com ele parte dos objetos, que somam mais de R$ 25 mil de prejuízo, continuam desaparecidos.

Para a equipe do Jornal Midiamax, o proprietário da empresa contou que deste então o ex-funcionário passou a enviar mensagens para ele, alegando que só devolverá os objetos depois que ele retire a queixa de furto na Polícia Civil. Copias da conversa já foram entregues para a Polícia Civil, que continua a investigar o caso. 

Jornal Midiamax