Polícia

Quadrilha que roubou mais de R$ 100 mil em joias é presa após investigação

A polícia apreendeu R$ 24mil, dois revólveres, joias roubadas, carros, maquinas fotográficas e celulares

Midiamax Publicado em 13/02/2015, às 19h35

None
4a91b04acb3493d40ef625ba62092b62.jpg

A polícia apreendeu R$ 24mil, dois revólveres, joias roubadas, carros, maquinas fotográficas e celulares

Seis homens foram presos, nesta quinta-feira (12), pela Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e pela Polícia Militar por envolvimento com roubos de joias em Dourados, a 226 quilômetros de Campo Grande. Com os ladrões, a polícia apreendeu R$ 24 mil, dois revólveres, joias roubadas, carros, máquinas fotográficas e celulares.

De acordo com o site 94 FM, desde o começo do ano, a polícia investigava uma série de roubos a residências da cidade. Neste período, chegou ao nome de Eduardo Rodrigues de Souza, de 40 anos, conhecido como ‘Branco’, que passou a ser monitorado pelos policiais.

Sem saber das investigações, a quadrilha voltou a praticar o crime e no dia 2 de fevereiro assaltou uma gráfica. Na ação foram levados aproximadamente R$ 100 mil em joias, que pertenciam ao proprietário da empresa.

Com a identificação do suspeito, ‘Branco’ foi abordado e durante depoimento entregou os comparsas. Segundo ele, Ageu de Souza Torres, de 46 anos, o ‘Negrete’, seria o líder do grupo e o responsável, junto com ele, por executar os roubos.

Rodrigo Maldonado Guimarães Brito, de 21 anos, conhecido como ‘Boy’, dava cobertura para os dois e era o motorista durante as fugas. Laércio Junji Hyama, de 51 anos, o ‘Japonês’, foi quem passou todas as informações sobre a gráfica e, por fim, Paulo Henrique Perigo, de 24 anos, o ‘Gordinho’, e Bruno Avelino Marinho, de 25 anos, revendiam os objetos roubados.

Mesmo sem ter envolvimento nos roubos, um sétimo homem foi preso junto com o grupo. Thiago Ferreira de Almeida, de 26 anos, estava foragido da Justiça de Dourados e apresentou documentos falsos quando abordado pelos policiais.

Além das prisões, a polícia apreendeu com ‘Negrete’, que é foragido do Estado de São Paulo por assalto a bancos e participação em facções criminosas, um revólver calibre .40 de uso restrito da polícia militar. A arma foi roubada pelo autor de um policial do Estado.

Com Bruno foram encontrados mais R$ 24 mil, parte das joias roubadas e outro revólver calibre 38. Outros dois veículos, um Gol verde e um Golf preto, que eram usados nos crimes, máquinas fotográficas e diversos aparelhos de celular também foram apreendidos.

Na delegacia, eles foram autuados por roubo, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de uso restrito, receptação e uso de documentos falsos. Eles foram encaminhados à penitenciária de segurança máxima de Dourados.

Jornal Midiamax