Polícia

Policiais de Chapadão do Sul entregam chaves e dizem que não cuidarão de presos

Os policiais tomaram a decisão em protesto

Diego Alves Publicado em 26/11/2015, às 02h35

None
presos.jpg

Os policiais tomaram a decisão em protesto

Agentes da Polícia Civil de Chapadão do Sul, cidade a 352 quilômetros de Campo Grande, colocaram as chaves das celas na mesa do delegado Danilo Mansur e disseram que não irão mais cuidar dos presos.

Os policiais tomaram a decisão em protesto e solidariedade, após a morte de um investigador na delegacia de Pedro Gomes, cidade distante a 335 quilômetros de Chapadão do do Sul.

Se a decisão dos investigadores for mantida, os detentos não terão marmitas, médico, atendimento no Fórum e visitas. Anderson Garcia da Costa morreu na tarde desta quarta-feira (25) após ser agredido com golpes de barra de ferro por um preso custodiado na delegacia de Pedro Gomes.

Os policiais justificam a decisão porque estão em desvio de função e prestaram concurso para atuarem como policiais e não  carcereiros.

Este é o segundo caso de lesão corporal contra investigadores em menos de uma semana, em Mato Grosso do Sul. De acordo com o site ChapadenseNews, Chapadão do Sul tem 24 presos na delegacia da cidade. 

Jornal Midiamax