Polícia

Mulher é presa por tráfico de drogas pela GCM e consegue fugir de delegacia no centro

A suspeita estava vendendo cocaína na antiga rodoviária de Campo Grande

Midiamax Publicado em 11/02/2015, às 13h01

None
img-20150211-wa0034.jpg

A suspeita estava vendendo cocaína na antiga rodoviária de Campo Grande

Uma mulher identificada como Flávia Vergínia Paulino, de 19 anos, conseguiu fugir da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, no intervalo de 1h30, após ser presa. Ela foi denunciada por meio de uma ligação anônima.

O fato ocorreu por volta das 19h30 de terça-feira (10), quando as equipes da GCM (Guarda Civil Municipal) receberam a denúncia de uma pessoa que estava vendendo drogas na Rua Barão do Rio Branco, quase esquina com a Rua Vasconcelos Fernandes, na área central de Campo Grande. No local, eles encontraram a suspeita sentada na calçada e ao ser abordada, disse que estava fazendo programas sexuais, porém se mostrou nervosa.

Durante entrevista, a mulher admitiu que estava vendo drogas e alegou que era para sustentar o filho. Com ela havia 22 papelotes de cocaína, além de R$ 90, sendo em cédulas de R$ 10 e um aparelho de celular. Com o flagrante, ela foi encaminhada para a Polícia Civil da região.

Na unidade, a mulher foi colocada algemada em uma barra de ferro que fica no corredor, pois as duas celas que há na Depac estavam com presos do sexo masculino. Os policiais atendiam uma ocorrência de flagrante, quando a suspeita conseguiu se soltar da algema e fugiu pela porta da frente da unidade.

Policiais militares chegaram a fazer rondas nas proximidades da delegacia e da antiga rodoviária, porém ela não foi localizada. Como a suspeita estava sem documentos, os policiais de plantão haviam chamado o perito papiloscopista para pegar a impressão digital dela, para saber se de fato, se a mulher havia passado a identificação corretamente. O caso foi registrado na manhã desta quarta-feira (11).

Jornal Midiamax