Polícia

Lava-Jato é fechado pela Polícia Militar Ambiental em Três Lagoas

O proprietário responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora

Diego Alves Publicado em 12/02/2015, às 23h59

None

O proprietário responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas fecharam um lava-jato que funcionava ilegalmente na BR 262, no km 15 em Três Lagoas, 338 quilômetros de Campo Grande. A empresa funcionava sem autorização ambiental e não possuía dispositivos de tratamentos dos resíduos (caixa separadora de óleo), bem como caixas filtradoras dos próprios produtos químicos utilizados na lavagem dos veículos.

Os efluentes eram lançados à céu aberto, colocando em risco o ambiente nas imediações. As atividades foram paralisadas e o proprietário da empresa, de 26 anos, residente em Três Lagoas foi multado em R$ 400,00. Ele também foi notificado a regularizar as atividades.

O proprietário responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de detenção, de três a seis meses de detenção.

Jornal Midiamax