Polícia

Atual diz que matou ex-namorado da mulher a tiro porque sofria ameaças

O crime ocorreu no dia 30 de outubro

Renata Portela Publicado em 09/11/2015, às 13h41

None
img-20151109-wa0020.jpg

O crime ocorreu no dia 30 de outubro

Ailson Masunaga Mendes, de 26 anos, se apresentou na 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande na manhã desta segunda-feira (9). De acordo com o advogado dele, Marcos Ivan, o rapaz é responsável pela morte de Wellington Goveia Barbosa, de 19 anos. O crime ocorreu no Jardim Centenário, no dia 30 de outubro.

Segundo o advogado de Ailson, o rapaz alega que agiu em legítima defesa. Ele não quis comentar o caso, na chegada à delegacia, e foi ouvido pelo delegado Gomides Ferreira dos Santos Neto. Segundo o delegado João Reis Belo, titular da 5ª DP e responsável pelo caso, Ailson será autuado por homicídio doloso, quando há intenção, e responderá em liberdade.

Conforme informado ao Jornal Midiamax pelo advogado, Marcos Ivan, Ailson é casado com a ex-namorada de Wellington e era ameaçado pelo jovem. Ainda de acordo com o advogado, ele cometeu o crime por causa das ameaças. A arma usada no crime também foi apresentada à polícia e apreendida. De acordo com a polícia, Ailson não tem passagens.

O crime

A vítima e um colega estavam sentados na calçada da casa, localizada na Rua Santa Quitéria, quando um rapaz de bicicleta se aproximou e efetuou os disparos. Wellington chegou a correr por alguns metros depois de ser atingido pelo disparo no abdômen, mas logo caiu.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e tentou reanimar a vítima, que não resistiu e morreu dentro da viatura. A Polícia Militar e uma equipe do SIG (Setor de Investigação Geral) do DPC (Departamento de Polícia da Capital) também foram chamadas. O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Jornal Midiamax