Polícia

Ao sair de posto de saúde a caminho da farmácia, mulher é assediada na Vila Palmira

O caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor

Midiamax Publicado em 18/04/2015, às 11h51

None
tarado-interna.jpg

O caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor

Uma mulher de 25 anos, que teve o nome preservado, foi constrangida ao sair da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, localizada no Jardim Panamá, região oeste de Campo Grande. O fato aconteceu na noite de sexta-feira (17).

A vítima teria saído do posto a procura de uma farmácia que fica nas proximidades, sendo na Vila Palmira, também área oeste. Ao se aproximar do estabelecimento, ela foi abordada por José Carlos Rodrigues Santos, de 43 anos, que passou a mão no órgão genital da vítima. Constrangida, a mulher procurou imediatamente por socorro.

Ela voltou à UPA e denunciou o caso aos guardas civis municipais que estavam por lá. Uma equipe da Base do Imbirussu foi chamada até a região e localizou o suspeito perambulando pelo bairro.

Ele foi encaminhado pela CGM (Guarda Civil Municipal) até a CMB (Casa da Mulher Brasileira), onde o caso foi registrado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) como importunação ofensiva ao pudor.

Jornal Midiamax