Polícia

AGORA: Servidora é agredida por paciente em UPA

Segundo versão apurada pelo Midiamax, longa espera motivou gestante a quebrar o dedo da funcionária

Midiamax Publicado em 16/04/2015, às 23h50

None
servidora_agredida_upa_cel_antonino.jpg

Segundo versão apurada pelo Midiamax, longa espera motivou gestante a quebrar o dedo da funcionária

Por volta das 19h20, na Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Coronel Antonino (UPA), um desentendimento entre uma paciente e a servidora pública, chamada de Daniele Filis, de plantão no local, causou uma fratura no dedo anular da funcionária. Testemunhas contam que após uma discussão, na qual a paciente gestante reclamava da espera por três horas para ser atendida, a técnica de enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde ficou com o dedo prensado na porta da sala de triagem. O episódio deverá virar caso de polícia, uma vez que Daniele promete registrar na sexta-feira (17) um boletim de ocorrência sobre a violência que sofreu.

O caso indignou funcionários que trabalham no UPA Coronel Antonino que entraram em contato com o Midiamax para denunciarem a agressão sofrida por Daniele. Uma das servidoras, que preferiu não se identificar, enviou a foto da radiografia da mão esquerda da técnica de enfermagem após o ferimento feito na porta da sala de triagem. 

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax