Polícia

Policial de MS abatido com tiro na nuca estava no Paraguai atrás de trator roubado

Policiais civis das delegacias de Paranhos, Sete Quedas, Eldorado, Iguatemi e Tacuru,  com a polícia paraguaia através da divisão de investigação de Salto del Guairá,Paraguai estão trabalhando em conjunto na tentativa de identificar o autor do assassinato do policial civil (papiloscopista) Marcílio de Souza, de 51 anos, que aconteceu na tarde da última quarta-feira (12) […]

Arquivo Publicado em 13/02/2014, às 13h20

None
694942253.jpg

Policiais civis das delegacias de Paranhos, Sete Quedas, Eldorado, Iguatemi e Tacuru,  com a polícia paraguaia através da divisão de investigação de Salto del Guairá,Paraguai estão trabalhando em conjunto na tentativa de identificar o autor do assassinato do policial civil (papiloscopista) Marcílio de Souza, de 51 anos, que aconteceu na tarde da última quarta-feira (12) na cidade paraguaia de Ype-Hy, vizinha a Paranhos (a 477 quilômetros de Campo Grande).

De acordo com informações, Marcílio teria ido à comissaria (delegacia) paraguaia daquela cidade para passar informações sobre o furto de um trator agrícola ocorrido em Sete Quedas.

Quando voltava para Paranhos resolveu parar em uma lanchonete, a 100 metros da faixa de fronteira. Após pedir uma garrafa d’água foi surpreendido por um homem que estava em uma moto sem placas e desferiu um tiro de calibre 12.

O disparo acertou a nuca do policial que foi imediatamente encaminhado para o hospital de Paranhos, onde morreu. A motocicleta foi abandonada no local do crime e apreendida pela polícia paraguaia.

O policial morto estava armado com um revólver calibre 38 e uma pistola calibre .40 com dois carregadores e munições de reserva. De acordo com o delegado Rinaldo Moreira, que responde pela delegacia de Paranhos, Diversas linhas de investigação estão sendo feitas e alguns suspeitos estão sendo procurados nos dois lados da fronteira.

Jornal Midiamax