Polícia

Polícia Federal combate corrupção em MS e cumpre mandados em escritório na Capital

Na manhã desta quarta-feira (9), a Polícia Federal de Três Lagoas iniciou a Operação Barnum, que investiga crimes de corrupção, formação de quadrilha e desvio de dinheiro na Prefeitura de Água Clara, gestão 2008/2012. Pelo menos sessenta policiais federais e oito servidores da Controladoria-Geral da União, realizaram 15 mandados de busca e apreensão de bens […]

Arquivo Publicado em 09/04/2014, às 13h54

None
1264951325.jpg

Na manhã desta quarta-feira
(9), a Polícia Federal de Três Lagoas iniciou a Operação Barnum, que
investiga crimes de corrupção, formação de quadrilha e desvio de dinheiro na
Prefeitura de Água Clara, gestão 2008/2012.

Pelo menos sessenta
policiais federais e oito servidores da Controladoria-Geral da União, realizaram
15 mandados de busca e apreensão de bens e documentos em um escritório de
consultoria empresarial na Capital Campo Grande/MS, na sede da Prefeitura de
Água Clara e em escritórios de contabilidade da cidade e na zona rural de
Figueirão.

Segundo informações, foram indiciadas até o momento 30
pessoas pelos crimes de formação de quadrilha e fraude a licitações (artigo 288
do Código Penal e artigo 90 da lei 8.666/93).

A organização criminosa era composta por servidores públicos
municipais e empresários, previamente conluiados, que manipulavam licitações
executadas com recursos do governo federal no âmbito do Programa Nacional de
Apoio ao Transporte Escolar.

A investigação tem como foco os pregões que resultaram na
contratação da empresa prestadora de serviços de transporte escolar nos anos de
2010 e 2011 por um custo de R$ 3.665.391,95.

A ação vem sendo realizada desde 2011 na Delegacia de Polícia
Federal em Três Lagoas/MS e as investigações prosseguirão com a análise do
material apreendido e interrogatório dos envolvidos.

Jornal Midiamax