Polícia

Para Valcke, polícia deve assegurar acesso dos torcedores aos estádios

Na última visita de inspeção ao Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou nesta segunda-feira que espera apoio do governo à organização da Copa do Mundo em meio a prováveis protestos. Para ele, será necessária durante a competição o apoio das polícias estaduais na garantia do acesso dos torcedores […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 20h23

None

Na última visita de inspeção ao Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, afirmou nesta segunda-feira que espera apoio do governo à organização da Copa do Mundo em meio a prováveis protestos. Para ele, será necessária durante a competição o apoio das polícias estaduais na garantia do acesso dos torcedores aos estádios.

“Só há uma maneira de lutar contra isso (manifestações) e a polícia terá de fazer com que as pessoas possam chegar aos jogos”, afirmou Valcke. “O público tem o direito de ver os jogos.”

“O que posso dizer é que nós temos a certeza de que Copa do Mundo é um grande evento para qualquer país. É importante para qualquer país apoiar o evento. Não é (apoio) à Fifa, mas à competição”, argumentou o cartola.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, reiterou o direito constitucional de protesto no Brasil, mas lembrou que excessos são puníveis com punição. “As manifestações violentas, que ameaçam a vida e depredam o patrimônio – público e privado – também tem tratamento previsto pela lei. Com ou sem Copa, em qualquer circunstância, basta a aplicação da lei”, disse.

Diante da certeza de manifestações durante a Copa, o governo federal está criando um plano específico de segurança para o evento máximo do futebol. Outra iniciativa é a frente que vai criar uma política de comunicação para dar publicidade aos argumentos do governo de que sediar o Mundial será bom para o País.

Jornal Midiamax