Polícia

‘Morto’ e ‘Zóio’ são presos após arremesso de maconha à Máxima de Campo Grande

Além dos dois, um adolescente que foi encaminhado à (Deaij) Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude (Deaij) , participou da ação

Arquivo Publicado em 03/01/2014, às 21h29

None
199875894.jpg

Além dos dois, um adolescente que foi encaminhado à (Deaij) Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude (Deaij) , participou da ação

Dois são presos e um menor de idade foi apreendido durante  tentativa frustrada de arremesso de maconha, ao pátio do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande.

Na tarde desta sexta-feira (3), Weslley Henrique Maciel, 20, o “Morto” e Edson Benites, 24, o “Zóio”, e um adolescente de 16 foram flagrados por um policial militar de uma das torres, no momento em que tentavam jogar quase um 1 kg de maconha na quadra esportiva da Máxima.

“Eu vi os três andando, no momento em que pararam e tentaram jogar a maconha pra dentro do presídio”, diz o cabo Magner. Dois dos papelotes bateram no muro e caíram do lado de fora, e a outra trouxa ficou sobre passarela de aproximadamente 70 cm, que fica em cima do muro do presídio.

A Guarda Escolta da PM foi acionada e os três foram encontrados nas proximidades. “O Weslley e o menor estavam a duas quadras dali, e o Edson foi encontrado em um matagal”, conta o cabo Velbion, que fez a prisão junto com cabo Pimenta.

De acordo com a polícia, o menor estava com 107 gramas, Weslley com 390, e Edson com 420 g. O entorpecente foi levado à Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico.

“Depois de a gente jogar, um cara ia encontrar a gente na BR”, disse Edson sobre o pagamento. A dupla disse na delegacia que a droga seria para o preso ‘Maroni’ e que receberiam R$ 150 cada um pelo arremesso.

O menor foi encaminhado à Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude (Deaij ) e “Morto” e “Zóio” a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) , Centro. Todos responderão por associação ao tráfico.

Jornal Midiamax