Polícia

Guarda municipal faz arrastão, cai de telhado e é preso com comparsa em Campo Grande

Dupla fez três reféns na noite deste sábado (8) e pretendia fazer "limpa" na casa quando foi flagrada pela Polícia Militar. Ao fugir, assaltantes destruíram telhado de vizinha.

Arquivo Publicado em 09/02/2014, às 13h55

None
958666054.jpg

Dupla fez três reféns na noite deste sábado (8) e pretendia fazer “limpa” na casa quando foi flagrada pela Polícia Militar. Ao fugir, assaltantes destruíram telhado de vizinha.

O guarda municipal Maikon Douglas Braga, de 24 anos, e Gledson Gilmar Borges, 33 anos, foram presos em flagrante acusados de praticar vários assaltos na região do bairro Amambai, em Campo Grande

A dupla vinha fazendo um verdadeiro arrastão a bordo de uma moto CB 300, assaltando um casal na Rua Brilhante e tentando roubar uma caminhonete, fazendo uma família refém na Rua Coronel Camisão.

Neste último assalto, a dupla, com um revólver calibre 32, abordou o proprietário da caminhonete, de 67 anos, obrigando-o a entrar na casa. Já no imóvel, foram rendidos a mulher dele e o filho do casal.

Quando os bandidos estavam em plena operação, preparando-se para sair com a caminhonete, um vizinho passou pela frente da casa, estranhou o movimento e tentou acionar a polícia.

“Liguei para o 190 por várias vezes e chamava até cair a ligação. Depois recorri a um policial amigo meu que acionou as viaturas e em pouco tempo a rua estava coalhada de policiais”, afirmou a testemunha.

Com a chegada da polícia a dupla tentou fugir saltando o muro e ao subir em um telhado, este não suportou o peso e os dois caíram dentro de uma residência na Rua 26 de agosto. O guarda municipal foi preso dentro da residência enquanto o comparsa ainda conseguiu sair da casa e refugiou-se em uma igreja evangélica das proximidades, sendo também capturado logo depois.

Prejuízo

A proprietária do imóvel da Rua 26 de agosto onde os ladrões caíram depois de subir no telhado, a cozinheira Rosalina de Oliveira da Silva, de 55 anos, além de assustada com todo o episódio, agora quer saber quem é que vai arcar com as despesas para a reconstrução do telhado.

“Levei um susto danado. Estava na casa da frente com o meu marido e ouvi um barulho que parecia uma explosão. Fui ver o que estava se passando e quando estava entrando vi um dos ladrões subindo novamente no telhado e o meu marido me alertou que outro estava armado.Voltei correndo. Foi um grande susto e felizmente não tinha ninguém na casa na hora”, afirmou. Dizendo que chegou a temer ser pega como refém.

Passado o susto, Dona Rosalina agora quer saber quem vai arcar como prejuízo de sua casa. “Não tenho dinheiro para fazer a reforma. Como um dos ladrões é guarda municipal deve ter dinheiro ou alguém da família deve se responsabilizar”, desabafou.

Jornal Midiamax