Polícia

Caminhão boiadeiro bate na traseira de carreta e motorista fica preso às ferragens na BR-163

Um caminhão boiadeiro, placas BWM-4529, de Turmalina (SP), conduzido por Anderson Rogério Carvalho, de 28 anos, bateu na traseira de uma carreta carregada com 31 toneladas de soja, placas APH-4809, de Campo Largo (PR), conduzida por Paulo Cezar Bonato, de 51 anos. Anderson ficou preso nas ferragens e teve de ser resgatado pelo Corpo de […]

Arquivo Publicado em 24/02/2014, às 12h01

None
598385420.jpg

Um caminhão boiadeiro, placas BWM-4529, de Turmalina (SP), conduzido por Anderson Rogério Carvalho, de 28 anos, bateu na traseira de uma carreta carregada com 31 toneladas de soja, placas APH-4809, de Campo Largo (PR), conduzida por Paulo Cezar Bonato, de 51 anos. Anderson ficou preso nas ferragens e teve de ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros.

O acidente aconteceu no macroanel de Campo Grande, na BR-163, km 487, em frente da Uniderp Agrária, por volta das 8h desta segunda-feira (24).  Mesmo ficando preso nas ferragens, os ferimentos de Anderson são considerados leves. Ele teve ferimentos nas pernas e ficou com o peito pressionado contra o volante.

Segundo testemunhas, as duas carretas vinham sentido Cuiabá-São Paulo, e por conta de um trecho em obras na rodovia o tráfego estava lento. Por este motivo, o caminhão carregado de soja reduziu a velocidade e Anderson não teria conseguido frear, colidindo contra a traseira do caminhão.

O motorista foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Coronel Antonino. Apesar do impacto da batida ter sido forte os ferimentos do motorista não são graves.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Divo Gottari afirmou que foi a falta de atenção do condutor que causou o acidente. “Ele não prestou atenção e não conseguiu parar a tempo, tanto que não tem marca de frenagem. O horário também influencia, pois o fluxo de veículos é grande no local a essa hora da manhã”, explica.  

Jornal Midiamax