Polícia

Polícia investiga pichações com símbolos nazistas em São Paulo

A Polícia Civil de Botucatu investiga pichações com símbolos nazistas encontradas em vários locais da cidade. De acordo com informações do delegado do 2º Distrito Policial e responsável pelas investigações, Marcos Morés, as inscrições destacam símbolos utilizados na 2ª Guerra Mundial, como a suástica, círculo com a letra A no meio e números que fazem […]

Arquivo Publicado em 05/10/2013, às 14h03

None

A Polícia Civil de Botucatu investiga pichações com símbolos nazistas encontradas em vários locais da cidade. De acordo com informações do delegado do 2º Distrito Policial e responsável pelas investigações, Marcos Morés, as inscrições destacam símbolos utilizados na 2ª Guerra Mundial, como a suástica, círculo com a letra A no meio e números que fazem apologia ao nazismo.


As pichações também foram encontradas em pelo menos 10 lugares, como um ponto de ônibus localizado na Avenida Rafael Laurindo, e até em duas escolas, uma municipal e uma estadual, localizadas na Vila dos Lavradores e na Avenida Vital Brasil.


Algumas imagens já foram apagadas. Segundo Marcos, apesar da suástica ser um símbolo místico encontrado em muitas culturas como a asteca e budista, quando colocada ao lado de figuras como, por exemplo, o círculo, que simbolizava a soberania branca alemã na guerra, são claramente associadas ao nazismo.


Entre os símbolos encontrados nas pichações está o número 14, referente se ao slogan de 14 palavras: “We must secure the existence of our people and a future for White Children” (“Devemos assegurar a existência de nosso povo e um futuro para as Crianças Brancas”, em tradução livre).


O número também pode se referir a outro slogan de 14 palavras: “Because the beauty of the White Aryan women must not perish from the earth” (“Porque a beleza das mulheres Brancas Arianas não deve desaparecer da Terra”, em tradução livre). Ambos foram criados por David Lane, membro da organização branco-separatista The Order. O primeiro slogan foi inspirado em um trecho de 88 palavras do livro Mein Kampf, de Adolf Hitler.


Já o número 88 representa a letra H, oitava do alfabeto. “Quando a oitava letra do alfabeto é mencionada em duplicidade significa a saudação alemã utilizada na 2ª GM ‘Heil Hitler’”, explica o delegado.
Além disso, segundo Marcos, as pichações ainda contavam com expressões contra homossexuais e menções ao grupo Skinhead. “Pelas imagens que encontramos, nossa suspeita é que um grupo de skinheads esteja sendo formado na cidade. Já temos alguns suspeitos em averiguação, mas ninguém autuado até o momento”.


Cadastro


Em Botucatu existe um banco de dados da polícia com diversas pichações encontradas no município. Mesmo sem denúncias, quando reproduzidas mais de uma vez, as imagens passam a ser investigadas.


No Brasil, fazer apologia do nazismo ou o uso da suástica para fins nazistas é crime, de acordo com a lei n.º 7.716/89 (com alterações da lei n.º 9.459/95), em seu artigo 20: § 1.º – Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo a pena é multa e dois a cinco anos de prisão.

Jornal Midiamax