Polícia

EUA: jovem é preso após socar, estrangular e jogar cão no forno

Um americano foi preso depois de ter admitido socar, estrangular e jogar um cachorro da raça pincher em um forno aquecido a 350ºC. Kevin Dean Parrish, 20 anos, maltratou Kudo depois de ter sido mordido pelo cão. Kudo sobreviveu, mas tem cortes e hematomas na cabeça, e três de suas pernas estão muito queimadas devido […]

Arquivo Publicado em 22/01/2013, às 21h36

None
587040577.jpg

Um americano foi preso depois de ter admitido socar, estrangular e jogar um cachorro da raça pincher em um forno aquecido a 350ºC. Kevin Dean Parrish, 20 anos, maltratou Kudo depois de ter sido mordido pelo cão. Kudo sobreviveu, mas tem cortes e hematomas na cabeça, e três de suas pernas estão muito queimadas devido ao contato com a grelha. Ele mal fica de pé.



Segundo o porta-voz da polícia do condato de Marion, no Estado americano de Oregon, o caso foi descoberto depois que Kudo chegou ao hospital veterinário Arc Animal Care, em Mill City, com múltiplos ferimentos e queimaduras. Uma investigação descobriu que o cachorro pertencia a avó de Parrish, que estava fora do Estado. O jovem e seu irmão vivem junto com ela, em North Fork Road.



Parrish admitiu ter ficado irritado com o animal. Na última sexta-feira, ele disse que estava preparando seu almoço quando decidiu checar como estava Kudo. Quando chegou ao local onde Kudo estava, o cão tentou “beliscá-lo”. Foi quando Parrish diz ter perdido o controle e começado a socar Kudo. Ele também admitiu ter tentado estrangulá-lo.



Parrish então lembrou que havia aquecido o forno a 350ºC para esquentar o seu almoço. A raiva era tamanha que ele decidiu colocar o cachorro no forno, e não enchiladas que estava planejando comer. O jovem pretendia deixar o cachorro lá. Foi quando ouviu seu irmão se aproximar. Ele obrigou Parrish a retirar o animal do forno e levá-lo ao veterinário.


Jornal Midiamax