Polícia

Acusado por morte em frente de danceteria se apresenta e vai preso por outro assassinato

Um jovem identificado como Adriano, de 24 anos, morador de Dourados se apresentou na tarde desta segunda-feira (4) na delegacia do 1º DP, o jovem teria executado o ex-presidiario em frente a uma danceteria na madrugada de sábado (2). Ao delegado Adilson Stiguivitis, Adriano nada declarou sobre uma suposta autoria dos quatro disparos que matou […]

Arquivo Publicado em 05/11/2013, às 19h56

None
554773902.jpg

Um jovem identificado como Adriano, de 24 anos, morador de Dourados se apresentou na tarde desta segunda-feira (4) na delegacia do 1º DP, o jovem teria executado o ex-presidiario em frente a uma danceteria na madrugada de sábado (2).


Ao delegado Adilson Stiguivitis, Adriano nada declarou sobre uma suposta autoria dos quatro disparos que matou o ex-presidiário de 22 anos. Testemunhas, entre elas a irmã da vítima, disseram na delegacia que Adriano e outro rapaz, Dhiorge, seriam os responsáveis pelo assassinato, sendo Adriano o autor dos tiros.


O delegado chegou a questionar o acusado se ele teria participação no crime, no entanto, o jovem disse que “se reservaria no direito de ficar calado”. Junto a Adriano, também se apresentou um menor de 17 anos. Ele disse ao delegado que seria o autor dos tiros e no dia do crime estava acompanhado de Dhiorge.


Como o caso já está sendo investigado, Adriano teve a prisão decretada por outro crime. Segundo o delegado, o jovem é acusado de uma série de homicídios ocorridos em Dourados.


Entre eles do ex-presidiário Ricardo Alves Batista, de 31 anos, que morreu ao levar cinco tiros no dia 11 de agosto. Em razão desse crime Adriano teve a prisão decretada.


Outras testemunhas serão ouvidas sobre o crime ocorrido neste fim de semana. O menor que confessou autoria do crime foi liberado, já que ele não é considerado o autor dos disparos.

Jornal Midiamax