Polícia

Ponta Porã: “Meia-Água” é preso durante investigação de sumiço do filho de Fahd Jamil

Cláudio Rodrigues, empresário e presidente municipal do PC do B, se defendeu publicamente de rumores que o envolvem também na morte do jornalista Paulo Rocaro. Ele nega participação nos dois crimes.

Éser Cáceres Publicado em 30/04/2012, às 20h43 - Atualizado em 16/10/2020, às 10h31

Daniel Alvarez Georges foi visto por último em Campo Grande (Reprodução, DEA)
Daniel Alvarez Georges foi visto por último em Campo Grande (Reprodução, DEA) - Daniel Alvarez Georges foi visto por último em Campo Grande (Reprodução, DEA)

O presidente do diretório municipal do PC do B de Ponta Porã, Cláudio Rodrigues de Souza, foi preso temporariamente por volta das 17 horas desta segunda-feira (30) por homens da Polícia Civil com apoio do Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado.

Segundo informações preliminares não confirmadas oficialmente, a prisão estaria relacionada à investigação do sumiço de Daniel Alvarez Georges, filho de Fahd Jamil.

“Meia-Água”, como é conhecido Claudio Rodrigues, chegou a ser apontado em rumores na cidade como o principal suspeito de envolvimento com o assassinato do jornalista Paulo Rocaro, ocorrido em 12 de fevereiro deste ano, em Ponta Porã.

Claudio Rodrigues foi levado para a sede da Polícia Civil de Ponta Porã. Informações extraoficiais dão conta que estão sendo feitos mandados de busca e apreensão na casa dele.

Jornal Midiamax