Polícia

Justiça acata denúncia sobre a morte de indígenas em ataque à comunidade indígena Ypo’i

A Justiça de Mato Grosso do Sul acatou a denúncia que acusa seis pessoas pelo envolvimento no ataque à comunidade indígena Ypo’i, em Paranhos, sul do estado, onde foram mortos os professores indígenas Jenivaldo Vera e Rolindo Vera. Com a decisão, os denunciados são formalmente réus em processo penal e vão responder por homicídio qualificado […]

Arquivo Publicado em 23/01/2012, às 19h14

None
A Justiça de Mato Grosso do Sul acatou a denúncia que acusa seis pessoas pelo envolvimento no ataque à comunidade indígena Ypo’i, em Paranhos, sul do estado, onde foram mortos os professores indígenas Jenivaldo Vera e Rolindo Vera.
Com a decisão, os denunciados são formalmente réus em processo penal e vão responder por homicídio qualificado (sem possibilidade de defesa da vítima), ocultação de cadáveres, disparo de arma de fogo e lesão corporal contra idoso.
Para a Justiça, a denúncia do MPF reúne provas de materialidade do crime e indícios de autoria.
Os réus são Fermino Aurélio Escolbar Filho, Rui Evaldo Nunes Escobar e Evaldo Luís Nunes Escobar (filhos do proprietário da Fazenda São Luís), Moacir João Macedo, vereador e presidente do Sindicato Rural de Paranhos, Antônio Pereira, cpomerciante da região e Joanelse Tavares Pinheiros, ex-candidato a prefeito de Paranhos.
Jornal Midiamax